Depoimento – Como imigrar com a família para o Canadá

Neste vídeo, vamos ter a oportunidade de conhecer um pouco sobre alguns fatores importantes para imigrar com a família

A seguir a entrevista completa:

Meu nome é Marconi Barros, eu tenho 37 anos, sou engenheiro químico, estou aqui há 10 dias em Montreal e vim com minha esposa e meus 2 filhos.


O que você pensa sobre imigrar com a família?

Imigrar com criança é um pouco... é uma decisão um pouco mais complexa.

Por quê?

Por quê? Porque você precisa, pra você se sentir bem, a tua família tem que tá bem, todo mundo tem que tá bem. Então, hoje nós temos 2 filhos, o meu caçula tem 9 anos, a minha mais velha tem 14 anos, e por incrível que pareça, a de 14 anos que já tá numa idade de adolescente, já tem um pouco mais de resistência do que o caçula.

Como você lida com toda essa mudança?

Alguns amigos nossos no Brasil falam assim: Isso é uma aventura tremenda, como você lida com essa aventura? Não é aventura! Aventura é aquilo que você não calcula os riscos, não sabe dos riscos, não sabe das adversidades que vai passar. Nós mapeamos e trabalhamos os principais pontos de desafio da nossa vinda, então, isso em momento algum é uma aventura. Isso foi muito bem pensando, foi muito bem trabalhado.

Como foi a aceitação das crianças?

Viemos trabalhando a cabeça deles já há algum tempo no último ano. O que vai ser bom pra eles no futuro, a questão de conviver com outras culturas, com outro idioma, com pessoas do mundo inteiro, isso não tem preço. Então, daqui a alguns anos, quando eles tiverem na faculdade, que eles tiverem falando 3, 4 idiomas fluentemente, eles vão poder decidir para onde eles vão, que caminho vão seguir, mas eles vão ter uma gama de oportunidades muito maior do que eu e a mãe deles e meus pais tiveram no Brasil.

Como foi a organização e execução do processo?

A minha esposa, ela tava, nós mudamos de cidade recentemente e ela teve que pedir demissão, então ela ficou focada no processo de imigração. Só que tem a barreira do idioma, distância, nós não conhecermos o país, não conhecermos a cultura, então a minha esposa, ela pegou indicações e nós chegamos a Planet.

Nós viemos através da Planet, e nós fizemos todo o processo através deles, CAQ, o visto, matrícula na escola, porque chegamos a contatar a escola, é muito difícil, retorno, entender o idioma... do seguro saúde também, eles nos auxiliaram, matrícula no curso de francês, e não só isso, né? Na questão quando a gente veio, na nossa viagem, a questão de quanto trazer, como a gente deve se portar na entrevista, quais os papéis que você deve trazer na imigração, então assim, ter uma pessoa que te oriente, já tenha tido essa experiência, e te atende... A minha esposa sempre costuma dizer: sempre faz um algo a mais, né? Então isso te deixa muito tranquilo, muito seguro nesse processo todo.

Dicas pra você:

Um recado que eu passaria para aquela pessoa que tá pensando em vir, aquela família que tá pensando em vir, com filhos ou não, seria o seguinte: Isso tem que ser muito bem acertado, com todo mundo. Uma vez que você, sua esposa, seus filhos, tá fechado, o grupo fechado, é muito mais fácil a adaptação. Por mais que você tenha estudado, por mais que sua profissão seja reconhecida ou não seja, por mais trabalhos diferentes que você tenha tido no Brasil, você vai recomeçar.

Esse é primeiro ponto, você tem que tá disposto a isso. E segundo lugar, viver a cultura canadense, então na medida que você assiste mais TV, lê mais sobre o Canadá, sabe qual é o tipo de política, de transporte, qual a religião, tudo isso, quanto mais você se envolve com o Canadá, melhor!

E por último eu falaria o seguinte: você pensar ou fazer um plano, pra adaptar a sua família o mais rápido possível. Então, é você ter uma casa, já seleciona os bairros, os locais que você teria preferência, mas pelo seu custo, pelo seu perfil, se tem filhos ou não, solteiro ou não, se gosta de bairros de imigrantes, ou bairro mais canadense, quebecoise, o que seja. Já ter um processo de o mais rápido possível você ter uma rotina, e comece a fazer um network, quanto mais você tiver na rua, mais contato com o idioma, mais rápido eu acredito que seja a sua adaptabilidade.

Faça um plano e tente andar o mais próximo dele possível, porque quanto mais isso, se tiver acertado com toda a família a chance de sucesso é muito grande.

Dúvidas ou Sugestões?

Envie o seu email abaixo para que possamos entrar em contato com você: