Depoimento: Pedro e Mariana - Estudo, trabalho e imigração canadense

Neste vídeo, vamos conhecer Montreal e o Canadá segundo um jovem casal, Pedro e a Mariana vão falar um pouco sobre as experiências deles

A seguir a entrevista completa:

Eu sou Pedro Chaves, tenho 25 anos, sou de Recife, programador, e estou aqui em Montreal há 1 mês e meio.

Oi, sou Mariana Victor, sou esposa do Pedro, tenho 26 anos, sou programadora, e estamos juntos aqui neste projeto de imigração.


O que vocês estão achando de Montreal?

Pedro: Montreal é uma cidade extremamente funcional no meu ponto de vista, pelo menos quando eu comparo com o padrão que eu tenho que é Recife. Eu vejo o transporte público bastante funcional, as pessoas eu vejo que elas são extremamente educadas. Até agora, todas as experiências que eu tive, por exemplo, quando eu chego em algum lugar sou extremamente bem atendido, eles recebem muito bem o imigrante, é uma cidade extremamente limpa, o pessoal é bem na deles, porém se você chega para falar eles são extremamente receptivos.

Mariana: O ponto que mais me chamou atenção para o lado bom, a melhor coisa aqui em Montreal para mim tem sido a segurança. Em Recife no Brasil eu tinha tido péssimas experiências, já tinha sido assaltada mais de 10 vezes, então chegar aqui e poder andar tranquila na rua, pegar um metrô de 23:00, meia noite, que foi o máximo que eu já peguei até agora, ou durante o dia a qualquer momento e você saber que você está ali tranquila, ninguém vai vir lhe abordar, tem sido acredito que a melhor experiência até aqui.

Como está sendo o contato com a língua?

Pedro: Eu nunca havia saído do Brasil, esta é minha primeira experiência fora. Você chega extremamente eufórico, para todo lugar que você olha, por onde você passa, você está sendo bombardeado de francês por todo lado. No início você está extasiado, é maravilhoso, você quer conversar com todo mundo, você quer abordar o pessoal na rua, quer praticar o seu francês, depois quando vai chegando perto de 1 mês e meio você vai ficando um pouco cansado, porque é uma carga muito grande de informação que vem de todo lado e lhe bombardeia. É muito bom você ver uma outra cultura, uma outra forma de viver, você ver uma outra organização de cidade, você vê um estilo de vida diferente, parece que você renasce, é uma realidade completamente diferente da sua.

Mariana: Viver em francês, escutar, sentir isso todos os dias tem sido uma experiência maravilhosa para minha primeira experiência fora do país. No início deu uma travada, mas as pessoas aqui são muito pacientes e receptivas, tiveram pessoas excelente no primeiro dia que acolheram bem a gente, estou morando com pessoas de outros países então a gente está sempre nesse contato com o francês e para mim tem sido uma experiência maravilhosa.

Como está sendo a adaptação?

Pedro: E uma das coisas que ainda não entraram na minha cabeça foi por exemplo, a gente reavivou este sonho fazem acho que 8 meses e eis que a gente já está aqui a 1 mês e meio.

Mariana: De cara a gente já deu entrada no NAS, fez o telefone, o plano do telefone, o cartão do metrô, acredito que estas foram as primeiras experiências, a primeira vivência com o francês que a gente teve, em restaurante e lanchonete também para fazer o pedido, demos entrada na academia, nos matriculamos na academia. Então todas essas experiências do dia a dia, as vezes pode até faltar uma palavra mas você consegue desenrolar, eu já consigo sair sozinha, viver aqui, ter uma vida normal, um cotidiano tranquilo com o idioma.

Dicas pra você:

Pedro: Então se você tem vontade de imigrar, de vir para cá, se é um sonho seu, venha! Não é um bicho de sete cabeças. Procure pessoas que possam te auxiliar nesse processo, a Planet nos ajudou bastante, realmente virou o jogo para a gente, interferiu de maneira positiva em vários processos que foram muito difíceis, foi ótimo. Corra e siga atrás.

Mariana: E a gente se vê em Montreal.

Dúvidas ou Sugestões?

Envie o seu email abaixo para que possamos entrar em contato com você: